© 2009 InfoVINHO I Confraria Black Tie

 Sobre Decanter

QUAL O SIGNIFICADO DE "DECANTAR" UM VINHO?

 

A decantação é a separação das partículas sólidas das partes líquidas do vinho e nem sempre isso é necessário, somente alguns vinhos são indicados á decantação, os vinhos que produzem sedimentos e dai a justificativa de realizar esse processo físico, o da de decantação.

Em geral, as pessoas desejam que o vinho “abra”, que os aromas, o buquê e os sabores se revelem, tornando o vinho pronto em sua melhor capacidade de agradar o enófilo. Dai, portanto, a idéia de decantar o vinho, mas para tanto basta fazer a aeração do vinho. Quase todos os vinhos que estamos acostumados a beber não são decantáveis.

 

 Para decantar o vinho, usa-se um recipiente chamado "Decanter".

 

 O uso desses recipientes sempre foi confundido na história como sinal de etiqueta. Na Antiguidade, não existia garrafa de vinho. Ele era transportado em ânforas (até o século I d.C.) ou em toneis de madeira. Não daria para por nem um nem outro sobre uma mesa  (a garrafa se torna comum apenas no século XVIII). O serviço do vinho à mesa era feito com jarras e decanters de cristal ou vidro. Nessa transposição entre recipientes, realizava-se a respiração do vinho.

 Hoje existem vários modelos de decanters, alguns são verdadeiras obras de arte, que nos convidam a usá-lo.

 

  O decanter funciona assim como um catalizador, um acelerador das reações físico químicas do vinho. Mas essa questão nos remete a outra ponderação, será que precisamos realmente fazer aeração do vinho assim, no decanter?

Há quem não use o decanter e sim a própria taça para aeração do vinho. Ao abrimos uma garrafa, podemos fazê-lo com 20 ou 30 minutos de antecedência, deixando o vinho respirar na garrafa aberta. Ao servimos, podemos completar a areação deixando o vinho se abrir na própria taça.

 

Quando começo a beber?

 

  Damos pequenos goles e avaliamos o vinho. Assim, de gole em gole, vamos descobrindo as várias camadas de aromas e sabores do vinho, permitindo que se revele aos poucos. Nesse processo, tirarmos as nossas conclusões a cada momento, avaliando se o vinho morre na taça, evolui ou estaciona.

 

 

Quando usar o decanter?

 

  Para ser rigoroso, use o decanter, se não quer usar a taça para isso, para aeração dos vinhos de longa guarda e que já estão na garrafa há muitos anos. Inclusive por que é provável que tenham sedimentos. É impressionante como esses vinhos no intervalo de meia hora se “transformam”. Fora isso, não é necessário, mais de 95% dos vinhos do mundo são de pouca guarda ou para consumo imediato. Sendo mais informal, mais vivo, use quando quiser. Se você acha mais interessante, mais “legal”, servir o vinho no decanter, faça-o. Apenas tenha cuidado com vinhos muito delicados como, por exemplo, vinhos jovens feitos com a uva Pinot Noir. Se o vinho for muito delicado, o contato excessivo com o oxiênio (pois o decanter aumenta a esfera do vinho em contato com o ar) pode prejudicar o vinho, fazendo com que ele perca as características de aromas e sabores rápido demais. 

Alguns Modelos de Decanters

Exemplo de Decanter Clássico

Exemplos de Modelos mais Modernos