© 2009 InfoVINHO I Confraria Black Tie

Eslováquia

 A parte leste da antiga Tchecoslováquia está lidando lentamente com a privatização dos vinhedos e vinícolas estatais. A Eslováquia entrou para a União Européia em 2004 e enfrenta numerosos desafios e oportunidades. Quando bem feito, seu vinho alcança padrões mundiais, mas a indústria de baixa qualidade e produção em massa ainda pode competir por bastante tempo.

 


 

 Regiões da Eslováquia:

Tokajská (Tokaj Eslovaca)

 

 

 

   

  O Tradicional vinho doce de Tokajská é mais associado com a Hungria, mas há cerca de 900ha de vinhedos de Tokaji que pertencem à Eslováquia. Mediante acordo feito em 2004, parte deles hoje pode usar o nome "Tokaji". Há 7 vinícolas de Tokaji eslovaco cuja qualidade tende a ser uma sombra das versões húngaras, entretanto, com novas leis e se a região atrair os investimentos necessários, ela tem potencial para ser uma das mais interessantes do país.


  Variedades mais cultivadas:

 

Brancas :  Furmint, Lipovina, Yellow Muscat.

Nitranská & arredores

 

 

  Nitranská ( Nitra), Stredolovenská (Região Central) e Vychodolovenská (Região Leste) somam cerca de 20% da produção vinícola. Uma das regiões mais diversificadas, Nitranská produz vinhos de vários estilos e níveis de qualidade, incluindo tintos encorpados, brancos vivos, e aromáticos, e espumantes. Stredolovenská faz brancos frescos e vivazes.

   Variedades mais cultivadas:

Tintas : Frankovka, St-laurent, Cabernet Sauvignon. 

 

Brancas : Grüner Veltliner, , Müller-Thurgau, Welschriesling, Pinot Blanc, Tramin. 

 

 

 

Juznoslovenská (Região Sul)

 

   


   O sul da Eslováquia é mais conhecido pelo fantástico Câteau Belá, empreendimento conjunto do qual participa Egon Müller, do Vale do Mosel, na Alemanha, cujo Riesling de padrão mundial ganhou fama rapidamente.

 

  O clima quente e longo outono ajudam o Riesling a ficar rico e encorpado, comparável aos melhores da Alsácia e da Áustria.

 

  Se outros produtores seguirem o exemplo, vale ficar de olho nessa região.

   Variedades mais cultivadas:

Tintas : Cabernet Sauvignon, Frankovka, St-Laurent.

 

Brancas: Riesling, Tramin.

 

 

 

Malokarpatská (Pequenos Cárpatos)

 

 

  

   

  Essa dinâmica região possui 1/3 dos vinhedos da Eslováquia. A qualidade pode variar, mas há centenas de vivícolas familiares em Pezinok e vilas como Devin e Vajnory. Os visitantes podem seguir pela Estrada do Vinho dos Pequenos Cárpatos e degustar Frankovka, St-Laurent e brancos locais.

  Variedades mais cultivadas :

 

Tintas : Frankovka, St Laurent. 

 

Brancas : Pinot Blanc, Müller-Thurgau, Grüner Veltliner, Welschriesling, devin.