© 2009 InfoVINHO I Confraria Black Tie

 

 China

  Apesar de as sementes de uva terem sido introduzidas na China no século II a.C., a indústria vinícola ainda está engatinhando. Hoje, a maioria dos 165.000ha de vinhedos do país se dedica à produção de uvas de mesa ou desidratadas. Muitas das principais áreas de cultivo ficam nas frias províncias costeiras de Shandong, Hebei e Tianjin.
 

    Os vinhos, geralmente doces e com espuma, são servidos há séculos em banquetes e também utilizados como medicamentos, com plantas, ervas, órgãos de animais, roedores e  répteis.

    A produção de vinho ampliou-se sobre a região central e noroeste da China. Na região autônoma de Xin-jiang (Sinkiang) está quase um quarto dos vinhedos, em 140.000 hectares, produzindo 1,5 milhões de toneladas de uvas. Quase toda a produção é consumida como uva ou passas. As maiores regiões produtoras estão no nordeste, na província de Shandong (Shantung), Hebei e Jiangsu assim como em Beijing (Peking) e Tianjin (Tientsin).

    A participação do vinho na moderna economia chinesa é o resultado de iniciativa estrangeira. No fim dos anos 70, o programa chinês de modernização permitiu a participação ativa dos estrangeiros na modernização da produção de vinho. O primeiro investidor foi Rémy Martin, que em 1980, junto com um produtor nacional, construiu uma grande e moderna vinícola em Tianjin errichtete. A marca  "Dynasty" concorreu com a marca "Great Wall", a qual também  contava com estrangeiros. Hoje é a líder de mercado de vinho em estilo europeu, com 13 milhões de garrafas anuais.

    Na metade dos anos 80, por iniciativa de duas joit ventures estrangeiras, foram cultivadas vinhas de uvas européias de primera qualidade. A vinícola Huadong em Qingdao (Tsingtau) na costa norte da província de Shandong, foi criada por investidores de Hongkong.  Hoje a parceira estrangeira é a Allied Domecq. A empresa produz 200.000 caixas e seus vinhos são de ótima qualidade. Dragon Seal Wines, uma empresa do grupo Pernod-Ricard e a Beijing Friendship Winery, produz bons Chardonnay e Cabernet Sauvignon. Tanto a "Huadong" como a  "Dragon Seal" são marcas líderes. A Marco Polo Winery em Hangzhou, um projeto de investidores italianos e um produtor chinês de vinhos de arroz s criaram a marca "Summer Palace". Com o espumante "Imperial Court", a Rémy conseguiu em 1992 atingir uma nova classe de qualidade. Esse espumante é feito de castas de uvas clássicas para Champagne, que crescem no vinhedo da Vinícola Rémy de Shen Ma em Shanghai.

    A safra chinesa produz cerca de 300.000 toneladas, com tendência crescente. Quase ¼ serve a 5 grandes vinícolas. A maior é a Changu Yu Winery em Yantai (Província de Shandong), que produz o vinho "Marco Polo". As outras - Beijing Yeguangbei, Lianyungang (Jiangsu), Great Wall e Tong Hua (Jilin) – produzem cerca da mesma quantidade. Os vinhos são produzidos no modo tradicional e atualmente no estilo europeu. Hoje os tanques são importados. Há ao todo cerca de 200 vinícolas, das quais, quase  que somente aquelas que têm participação estrangeira são conhecidas.

  A maior parte dos vinhos chineses é feita com uva produzida na China. A mais conhecida é a uva olho de dragão, que vem da "Great Wall".  A Beichun, um híbrido do norte da China com a Vitis amurensis, adaptou-se ao clima . Outras espécies são encontradas, como a Rkatsiteli, Muscat Hamburg (ingrediente principal do vinho "Dynasty") e a Welschriesling. Impressionantes são os vinhos produzidos a partir da uva Chardonnay, Riesling, Pinot noir, Pinot Meunier, Cabernet Sauvignon e Gamay. Em função da lei chinesa, o vinho pode  conter apenas 70% de mosto, de modo que esses vinhos servem apenas ao mercado interno. 


  Fundada por um comerciante de vinhos britãnico, a vinícola Huadong, em Shandong, foi a primeira a oferecer vinhos modernos de cepas européias como Chardonnay, Riesling e Cabernet Sauvignon. A Huaxia Winery, em Changli, Hebei, também é importante, responsável pelo Great Wall Red. Empresas estatais como a Chang Yu e a Qingdao, em Shandong, são promissoras. 
 
  Principais regiões Produtoras :

  Shandong

  Hebei

  Tianjin